acompanhe

Meu Dr. Rapha

Existem pessoas generosas que fazem seu trabalho não movidos pelo ego mas por vocação e compaixão, e essa é uma delas, o médico mais amado do mundo, o meu Doutor Raphael. 

Sinto que jamais conseguirei retribuir a todo bem que ele me fez não só porque ele tirou de mim um tumor literalmente com a mão, mas por que ele me amparou, motivou, conduziu. Quando ele disse que teria que ser feita uma mastectomia total eu olhei para minha mãe que estava comigo e, olhos nos olhos, as lágrimas começaram a escorrer. Nessa hora ele pegou na minha mão. Vocês conhecem algum médico que pega na mão numa hora dessas? Eu não conhecia. A partir dali ele fez e disse tudo o que pôde para me manter confiante, e tem sido assim desde então. 

É muito bom poder encontrá-lo de uns tempos para cá apenas para saber que tudo corre bem, e a gente conversa muito, ri, chora também, mas de emoção. E eu sei que eu não sou uma sortuda no sentido de ser a única, todas as suas pacientes relatam que ele é um profissional incrível e um ser humano único, sensível e atencioso. Ele trabalha há mais de 40 anos no mesmo hospital, opera várias mulheres toda semana, mais de uma por dia, e dá a mesma atenção a cada uma delas, eu tenho certeza. Ele merece reconhecimento por que não é fácil lidar com um cotidiano como o dele e ainda se manter empolgado e dando atenção a quem tanto precisa. 
Esse dia eu encontrei com ele no centro cirúrgico, entre uma cirurgia e outra, para entregar meu livro de presente. Hoje não era eu a entrar no centro cirúrgico, hoje eu estava lá para celebrar o sucesso desse nosso encontro, de uma relação de troca, cuidado, cura, superação e amor. Porque eu tenho essa pessoa fazendo parte da minha vida eu sou uma privilegiada. Obrigada por me fazer melhor, e nos fazer acreditar com seu exemplo que tudo pode melhorar.